terça-feira, 19 de maio de 2009

Festa de Natal 2007, Madeiros Malta de 89.

Como todos sabem, passou-se o Natal, a Ceia, a abertura das prendas, e depois á meia-noite a Missa do Galo, com os tradicionais Madeiros á porta da Igreja.

Para quem não sabe, nas Regiões do Norte e Centro do nosso Portugal, é tradição realizar-se o Madeiro de Natal, segundo a Tradição, para aquecer o Menino Jesus, e os corações de todos, que depois da Ceia de Natal, se deslocam á Missa do Galo, e ao fim ficam á volta do Madeiro, confraternizando, num clima de Natal.

Os Madeiros, são um conjunto de troncos e raízes, normalmente aqui na nossa Terra, são de Castanheiro. Troncos esses, que por vezes, são necessárias cinco ou seis pessoas para abraçar alguns deles.

O arranjo dos Madeiros cabe sempre ao Grupo de Rapazes, que esse ano vai á Inspecção Militar (agora penso que até nem se chama assim, agora é Dia Nacional da Defesa, penso eu), esse grupo de Rapazes,que fazem nesse Ano 18 Anos, deslocam-se á nossa Serra procurando troncos e raízes de Castanheiros já secos, colocando-os então no largo da Igreja, em monte, com um pinho em cima.

Assim, na noite de Natal, um pouco antes da Missa do Galo, que se realiza á meia-noite, deitasse o fogo ao monte, Madeiros, para que quando todos saírem da Missa,estejam já o madeiros bem acessos, fazendo então que todos se aqueçam.


Durante esse tempo, em que todos estão de volta dos Madeiros, vai se vivendo um clima de confraternização, vai-se cantando canções de Natal, ao mesmo tempo que se bate no Madeiro, para que este continue sempre bem acesso, para aquecer o Menino Jesus.

AQUI podem ver algumas fotos sobre esta tradição, que são os Madeiros, e que todos nós esperamos que nunca acabe.

AQUI podem ler mais sobre a Missa do Galo, a sua tradição, como começou, etc..

E mais um Natal se passou, com a tradição dos Madeiros a ser realizada, onde esperamos todos que muitos Anos ainda dure.

Para o Ano, se Deus quiser, cá estaremos todos outra vez.

0 Clique aqui para ler comentários::

  ©Template by Dicas Blogger.